Trabalho no exterior: dicas para você encontrar

Como conseguir encontrar trabalho no exterior?

Estudar e trabalhar ao longo do intercâmbio tem se tornado uma prática cada vez mais comum. Principalmente em países que possuem regras flexíveis para os estudantes que estão em busca de um trabalho no exterior. Nesse caso, uma questão importante é em relação ao nível de proficiência no inglês do estudante. A habilidade no idioma ajuda a encontrar empregos com salários melhores. Estes são aqueles que exigem contato direto com o público.

Estudante em cafeteria com trabalho no exterior

Os estudantes de intercâmbio que querem um trabalho no exterior precisam adaptar os seus currículos para o idioma local e preenchê-lo corretamente. Caso contrário, as chances de encontrar emprego acabam sendo reduzidas, portanto, essa é uma etapa muito importante.

Currículo: o que deve o que não deve ser incluído

Além de elaborados na língua do país, os currículos precisam ser simples e objetivos. Inclua apenas as informações que realmente importam para a vaga disponível. Entre essas informações essenciais, é preciso colocar os dados para contato, experiências, qualificação profissional e habilidades. Estas incluem os idiomas falados e se o estudante tem o domínio de algum software como Excel ou Photoshop.

É importante dizer a verdade na elaboração do currículo e não incluir experiências e habilidades inverídicas. O estudante também deve ter em mente os tipos de emprego nos quais irá se candidatar. Para que assim o currículo esteja de acordo com essas vagas e desperte a atenção do recrutador.

Curriculo para trabalho no exterior

No exterior, é comum que os candidatos escrevam uma carta de apresentação para ser entregue junto ao currículo. Isso não é obrigatório mas é interpretado como um diferencial por alguns recrutadores. Nessa carta, é interessante falar um pouco sobre si mesmo e sobre os objetivos e metas futuros. Sempre lembrando de conectá-los, de algum modo, à vaga de emprego pretendida.

Como distribuir os currículos?

Nos dias de hoje, a forma mais comum de distribuir currículos é através da internet. Para isto existem cadastros em sites de busca de emprego. Há vários sites específicos em cada país e também sites internacionais, nos quais são oferecidos empregos em países distintos.

Uma dica importante é manter um perfil ativo e atualizado no Linkedin. Esta é uma rede social dedicada ao networking e à busca por oportunidades profissionais. Através dele é possível manter contato com um grande número de pessoas em esfera profissional, o que auxilia os estudantes na procura de trabalho no exterior.Distribuição de currículos para trabalho no exterior

Contudo, o método tradicional de distribuição de currículos também continua sendo bastante eficaz. Para isso, basta imprimir cópias do documento e distribuir em lojas e empresas. Lembre-se que o mais indicado é deixar o currículo nas mãos do manager, que é o gerente ou responsável pela administração de um local.

Principais tipos de empregos para os recém-chegados no exterior

Uma das condições para que os estudantes de intercâmbio consigam trabalho no exterior é que esse emprego não prejudique os estudos. Para isso, o trabalho precisa ser em período de meio expediente.

O fato de precisar ser em meio expediente limita as possibilidades de trabalho no exterior a locais que sejam divididos por turnos. Por essa razão, as vagas mais comuns para os estudantes estrangeiros, com bom nível de inglês, são relacionados ao setor de serviços e vendas. Muitos alunos de intercâmbio conseguem trabalho em lojas, restaurantes e lanchonetes, por exemplo. Para os que não dominam o idioma os trabalhos mais comuns são como auxiliar de cozinha e babá.

Trabalho no exterior de auxiliar de lanchonete

Porém, isso também depende de cada região e do próprio país de destino, sendo possível conseguir trabalho no exterior também em outras áreas.

Países atrativos para conseguir trabalho no exterior

Existem três países que possuem regras mais flexíveis e oferecem muitas oportunidades aos estudantes de intercâmbio. São eles a Irlanda, a Nova Zelândia e a Austrália. Isso não significa que seja impossível conseguir trabalho em outros países, mas esses locais são os mais indicados para esse objetivo.

No caso da Irlanda, os estudantes matriculados em cursos certificados de no mínimo 25 semanas podem trabalhar por um período de 20 horas semanais durante as aulas. No período de férias é possível trabalhar por 40 horas por semana.

Na Nova Zelândia e na Austrália, os estudantes que fazem intercâmbio no país por um período de 14 semanas ou mais, em uma instituição certificada, podem solicitar o visto que permite trabalhar durante a estadia no país. Caso aprovado, é permitido trabalhar até 40 horas a cada 15 dias durante o período de estudos. E quanto à quantidade de horas de trabalho durante as férias, não existe limitação.

Dicas para não ter problemas em encontrar trabalho no exterior

Em primeiro lugar, os estudantes que estão à procura de trabalho no exterior devem ser persistentes e não desanimar caso recebam “não” nas primeiras tentativas. O processo de encontrar trabalho pode ser mais demorado do que o previsto, mas o importante é manter o foco e continuar tentando.

Emprego no exterior

Outra dica importante é demonstrar ser proativo durante uma possível entrevista de emprego. Os recrutadores estrangeiros geralmente procuram por pessoas flexíveis e capazes de solucionar problemas caso seja necessário.

Também é importante ter em mente que, no início, encontrar trabalho no exterior pode parecer uma tarefa difícil. Com o tempo, é natural que os estudantes ampliem o seu círculo de contatos. Isto torna esse processo muito mais fácil. Bastará ter um currículo bem organizado em mãos e estar preparado para dar o melhor de si no trabalho.

Saiba mais informações com a Optima Intercâmbio

A Optima Intercâmbio é especializada em oferecer modalidades de intercâmbio em diversos países da Europa, das Américas, da África e da Oceania. Nos países em que atua, a Optima mantém parcerias com centros de ensino de alto nível. Oferecendo assim, experiências inesquecíveis aos seus alunos, além de auxiliá-los em tudo o que precisam, inclusive na procura por trabalho no exterior.Contratado para trabalho no exterior

Orçamento Fácil
Empresa Brasileira CNPJ 12.350.272/0001-09