Rebeca França

_FOTOS_TEMPLATE_SQUARE - Cópia (10)Confesso que quando me pediram para escrever sobre a minha experiência de intercâmbio em Dublin eu relutei um pouco; tinha dias que eu queria escrever que foi a pior decisão que eu já tomei na vida, outros dias que Dublin tinha me acolhido de tal forma que eu não queria voltar para casa, alguns dias a falta da família era tão grande que a minha vontade era de me teletransportar na mesma hora para a minha cidade, outros dias que a qualidade de vida e facilidade de poder conhecer o velho mundo e uma nova língua era a principal coisa na minha vida, e que eu não queria voltar jamais para o Brasil.

Hoje com quase um ano de intercâmbio eu posso escrever com mais maturidade o que significa para mim essa experiência louca chamada intercâmbio. Tudo que eu falei acima tem um pouco de verdade, e eu chego a conclusão que fazer um intercâmbio é aprender a lidar com esse misto de informações, sentimentos e autoconhecimento. Certa vez eu ouvi que você só sabe o tamanho da sua força quando a sua única alternativa é ser forte, e eu vim para cá querendo ser forte.

O inglês é o nosso principal foco quando a gente compra um intercâmbio (até porque a gente compra um curso de inglês), mas o que não se sabe é que com esse curso você acaba aprendendo coisa que dinheiro nenhum no mundo pode comprar, como: maturidade,  jogo de cintura, encarar seus desafios, vencer seus medos, aproveitar e saber administrar a sua liberdade. Sem falar da família e o vinculo que forma aqui, seus amigos passam a ser sua família de verdade e você assim que que chega já sabe identificar quem serão seus primos e tios chatos( rs), mas até aquelas pessoas chatas você consegue aprender alguma coisa com elas.

_FOTOS_TEMPLATE_SQUAREViver um intercâmbio é viver momentos, viver cada sentimento a flor da pele, e vibrar com cada vitória, e saber tirar uma experiência de cada derrota, é alegrar-se com os seus progressos, e reconforta-se sabendo que você não é único nesse mundão, é viajar e libertar a sua alma, é viver no seu real sentido da palavra. Então…se eu pudesse dar apenas uma dica sobre o que é um intercâmbio eu falaria: Vem viver !

Como é difícil falar sempre uma língua diferente na rua (bem mais ou menos, a Parnell tá aí para mostrar que o sul é logo ali),andar pelas ruas no inverno de Dublin, quando o frio dói e o dia escurece as 03:30 da tarde…são esses meses sem luz e a vida não para! É preciso estudar, trabalhar, fazer dinheiro, descobrir quem a gente é, e ainda por cima realizar o que gostamos!

Isso tudo, longe de casa, da família e da maioria dos amigos…não é fácil, mas é extraordinário!
Pq aqui em Dublin, a gente sempre se diverte até com o que não da certo, mas é CERTO que ficamos melhores depois.
Aqui são tantas as possibilidades e oportunidades…que nós podemos nos reinventar mil vezes e usar o nosso jeitinho brasileiro para driblar essa saudade, frio e os adversários! Bem-vindo inverno, hoje eu sei o que é de verdade o significado das palavras: frio,amizade e saudade!

Ps:. “Quem diz que a infância é a melhor fase da vida é porque ainda não fez um intercâmbio.”
(Autor desconhecido)

Rebeca França
Rio de Janeiro / RJ

Orçamento Fácil
Empresa Brasileira CNPJ 12.350.272/0001-09