bandeira da irlanda visto

Visto de Trabalho na Irlanda: as novas permissões

Você está pensando em ir trabalhar na Irlanda? Saiba que existem várias particularidades para quem deseja passar uma temporada no país. Sobretudo quando se fala dos diferentes tipos de permissão para trabalho e os requisitos para obtê-las.

Tipos de visto de trabalho na Irlanda

Atualizado em Abril de 2019

pessoa segurando passaporte

Antes de mais nada é preciso que todo possível viajante saiba que a Irlanda não exige um visto prévio. Ao contrário dos EUA, é possível desembarcar na Irlanda sem visto! Contanto que tenha em mãos passaporte, passagem de volta, comprovação de reserva de hotel ou de local de hospedagem (no caso de ir para a casa de alguém). Bem como de comprovação de condições financeiras para se manter durante a viagem.

O tipo de visto de trabalho na Irlanda a ser concedido dependerá do propósito da viagem. Por exemplo é o caso do visto de trabalho na Irlanda, que possui diferentes modalidades. Inclusive algumas entraram em vigor recentemente no país.

Caso o estrangeiro receba uma proposta de emprego ou planeje arranjar um emprego na Irlanda, precisará solicitar o visto com permissão de trabalho. No entanto o tipo vai depender da sua profissão e/ou escolaridade.

Critical Skills Employment

Esse tipo de permissão para trabalho na Irlanda substitui as permissões do tipo Green Card. Entretanto, não é qualquer pessoa que pode se candidatar a ter essa permissão, pois ela é destinada a profissionais altamente qualificados e suas profissões devem estar inclusas na lista de ocupações elegíveis do governo da Irlanda. Algumas dessas profissões são na área de tecnologia e comunicação, como engenheiros e tecnólogos de alto escalão.

Critérios de elegibilidade da Critical Skills Employment

Primeiramente o candidato a esse visto de trabalho na Irlanda deve ter uma proposta de emprego. No caso, é necessário que tal proposta seja de pelo menos dois anos. Após cumprir com toda a parte burocrática e conseguir a permissão, o profissional deve ficar pelo menos 12 meses com esse empregador original. Portanto não se pode buscar outra oportunidade de emprego na Irlanda.

Estão elegíveis para esse visto de trabalho na Irlanda profissionais que tenham diploma superior reconhecido e que sua profissão esteja na Lista de Ocupações Elegíveis Altamente Qualificadas.  Ela está disponível no site do governo irlandês. Dentre as profissões estão professores universitários, profissionais de saúde, programadores, contadores e profissionais de ciências. Ademais, o salário anual desses profissionais também não pode ultrapassar 60 mil euros.

pessoas programando

Tanto o empregado, quanto o empregador pode solicitar esse visto de trabalho na Irlanda. Logo após o recebimento da solicitação com a taxa de mil euros devidamente paga, deve demorar 28 dias para ser deferida ou indeferida. A duração da licença é de 3 anos e 3 meses. Em contrapartida, caso a solicitação seja negada, 90% do valor da taxa da permissão é reembolsada. Os outros 10% são retidos como taxa administrativa de serviço.

General Employment Permit

Também é possível obter permissão para trabalho sem ter uma profissão que esteja na lista já citada. Contudo é preciso que a mesma não contrarie os interesses governamentais e que o salário anual seja de 30 mil euros. Todavia, mesmo com as características necessárias, é preciso ter garantido uma proposta de emprego com contrato de pelo menos dois anos.

Critério de Elegibilidade da General Employment Permit

Estão elegíveis para esse visto de trabalho na Irlanda qualquer profissional com profissão que não conste na lista obrigatória destinada ao Critical Skills Employment. Alguns exemplos são: garçom, publicitário ou técnico em redes de computadores. Assim sendo, o único requisito é que as profissões sejam reconhecidas pelo governo irlandês. Do mesmo modo, é necessário que não represente uma ofensa aos interesses políticos ou econômicos do país.

mulher sendo atendida por garçom

Com a oferta de emprego em mãos, basta entrar no site do governo irlandês e preencher o formulário de solicitação do visto de trabalho na Irlanda do tipo General Employment Permit. O valor da taxa pode ser pago tanto pelo empregado quanto pelo empregador. São mil euros para uma licença de dois anos e 500 euros para uma licença de seis meses.

O formulário é online e dividido em seis partes. Entretanto é importante ter bastante atenção no preenchimento de todos os dados solicitados. Além disso se antecipe e tenha as informações necessárias sobre a vaga de emprego, como valor de salário e condições para aceitação do visto de trabalho.

Graduate Scheme

Também conhecido como Stamp G1, esse visto de trabalho na Irlanda se trata da permissão de trabalho em período integral pelo período máximo de dois anos. Como consequência, os beneficiados podem conseguir um emprego que lhes conceda um green card ou work permit.

Critério de Elegibilidade do Graduate Scheme

Podem obter o Graduate Scheme todo estudante de curso superior devidamente reconhecido pelo governo irlandês que estudem cursos no nível QQI 8 ao 10. A solicitação pode ser feita assim que concluem suas provas finais e podem ter acesso as notas.

estudante escrevendo

O tempo de duração desse visto de trabalho na Irlanda varia de acordo com o nível do curso do aluno: graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado. Por regra a duração mínima é de 12 meses e a máxima de 24 meses.

Não é possível renovar esse tipo de visto de trabalho na Irlanda. Contudo é possível solicitá-lo novamente no caso do estudante se matricular em outro curso com nível superior ao anterior de quando obteve a permissão.

Para fazer a solicitação do visto, o estudante deve levar seu histórico escolar e passaporte até a imigração. Quem estuda em Dublin precisa agendar a solicitação através do site do governo (INIS). Quem estiver em outras cidades deve ir até o centro de registros da Guarda local.

Dependent Employment Permit

Esse tipo de visto concede permissão de trabalho para cônjuges de quem já possui o Critical Skills Employment Permit. É uma extensão do visto anterior, mas sem a burocracia que o trabalhador original teve para obtê-lo. Essa regra é bem recente e passou a valer na Irlanda oficialmente no dia 1 de abril de 2019.

Elegibilidade e solicitação

Todo cônjuge ou parceiro em união estável que chegar na Irlanda, já pode obter sua permissão logo na imigração. Mas é importante ressaltar que a Critical Skills Employment Permit já deve ter sido deferida, caso contrário não tem como beneficiar o cônjuge ou parceiro.

Caso esse conjugue ou parceiro já esteja residindo na Irlanda, deve se dirigir até a imigração mais próxima com o dono da Critical Skills Employment Permit para pedir um novo cartão do IRP (Irish Residence Permit) que concede o novo visto como Stamp 1. O visto dura enquanto a permissão originária do cônjuge ou parceiro durar. Afinal a segunda permissão é uma extensão em benefício da primeira.

Como você viu, existem novos diferentes tipos de visto de trabalho na Irlanda. Se você se interessou por um deles, não deixe que contatar a Optima Intercâmbio para planejar sua ida para outro país, onde poderá treinar o seu inglês e trabalhar legalmente. Crescer profissionalmente falando o idioma mais falado do mundo está mais fácil do que você imagina. Faça seus planos, a Optima Intercâmbio te ajuda a realizá-los.