Quais são os níveis de inglês?

10 min de leitura
Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin

Já pensou fazer um intercâmbio e estudar em uma turma muito avançada para o seu nível de inglês? Ou, então, o contrário? Bom, não apenas para que você estude em uma classe adequada ao seu nível de idioma, os níveis de inglês existem para que exista uma padronização na hora de determinar o grau de conhecimento de um estudante em uma determinada língua estrangeira.

Quer saber quais são os níveis de inglês? No post de hoje nós falamos um pouquinho sobre cada um deles e como eles podem ser importantes para o seu dia-a-dia do intercâmbio!

A classificação oficial europeia CEFR

Até o início dos anos 1960 não existia uma padronização quando falamos em níveis de inglês ou outros idiomas. Em virtude disso, o Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas - o CEFR (Common European Framework of References for Languages) - definiu algumas bases para elaboração de programas de estudo e orientação curriculares quando o assunto é ensino de idioma.

Ou seja: o CEFR resolveu criar um padrão internacional para descrever a proficiência em um idioma, identificando a classificação do estudante de acordo com os níveis de idiomas estabelecidos pelo CEFR.

Esse padrão é reconhecido internacionalmente e vale não apenas para a língua inglesa, mas também para várias outras línguas ao redor do mundo. Cada um dos níveis de classificação é uma maneira prática de descrever quão bem você fala, entende e escreve em uma língua estrangeira.

Vale dizer que o CEFR também em praticamente tudo no que diz respeito ao aprendizado de línguas estrangeiras, como cursos, testes oficiais e, até mesmo, como um diferencial curricular para carreiras.

Como os níveis de inglês são divididos

O Quadro Comum Europeu estabelece uma divisão para definir os níveis de conhecimento e habilidade dos estudantes. Essa divisão se dá por meio dos níveis de inglês A1, A2, B1, B2, C1 e C2. É comum que você encontre nomenclaturas diferentes de acordo com a escola ou metodologia de ensino. Apesar disso, a maioria das instituições que utilizam essa nomenclatura diferente costumam colocar as siglas do CEFR ao lado.

Cada nível avalia o aprendizado de inglês dos estudantes de acordo com a evolução ao longo dos estudos do idioma. Veja quais são os níveis de inglês e suas divisões:

Nível A - Básico

A1
Iniciante
Este é o primeiro dos níveis de inglês e outras línguas que o estudante aprende. É onde serão aprendidos os primeiros passos, como os números, um pouco do vocabulário e o verb to be.

Nessa fase o estudante compreende e usa expressões familiares e do dia-a-dia, bem como frases mais simples que têm a intenção de satisfazer as necessidades mais concretas.

O estudante que está a aprender inglês no nível A1 normalmente consegue se apresentar a outras pessoas, formula perguntas e respostas simples, como o local onde vive, a idade, as pessoas que conhece, por exemplo.

Apesar de já conseguir falar inglês, é necessário que a pronúncia da outra parte seja clara e pausada.
A2
Básico
Nessa nova etapa o estudante é capaz de compreender expressões e frases frequentes e é possível se comunicar de maneira bem simples, especialmente com frases que procuram satisfazer as necessidades imediatas.

O nível A2 traz uma certa confiança ao estudante, pois ele já conseguirá, por exemplo, ir às compras sozinho, entender direções e começar a descrever superficialmente algumas coisas.

Nível B - Independente

B1
Intermediário
A partir de agora o estudante já consegue se comunicar melhor e desenvolver de maneira concisa frases e conversas com assuntos que são mais presentes em seu cotidiano.

Assim o Nível B1 faz com que o estudante produza uma conversa simples, porém coerente de experiências, momentos de lazer, trabalho, eventos, sonhos e, também, já consegue expor sua opinião sobre determinados assuntos que são mais próximos à sua realidade.

Em relação ao texto e gramática, o estudante já tem mais independência para criar textos simples com os mesmos assuntos.
B2
Usuário independente
O estudante que se encontra no Nível B2 é capaz de ler textos e presenciar conversas mais complexas sobre diversos assuntos, sejam eles mais concretos ou abstratos.

Diferente dos níveis de inglês anteriores, este nível faz com que o estudante participe de discussões técnicas na sua área de trabalho, por exemplo.

É o primeiro nível a propiciar uma certa espontaneidade na conversa com outros falantes do inglês, uma vez que o estudante poderá falar de maneira mais clara, explicar detalhes e abordar pontos de vista sobre diversos temas que, não necessariamente, estejam relacionados ao seu cotidiano.

Nível C - Proficiente

C1
Proficiência operativa eficaz
O estudante com o Nível C1 será capaz de compreender um grande número de textos longos e exigentes, linguisticamente falando, reconhecendo até mesmo aqueles detalhes que ficam implícitos.

Com este nível de inglês o estudante poderá se comunicar de maneira fluente e espontânea, sem pensar ou escolher muito as palavras. É neste nível onde a conversa se torna mais fluída e flexível, sendo o nível necessário para entender conversas e escrever textos acadêmicos e profissionais.

O estudante tem, neste nível, uma maneira mais clara e organizada para construir frases, fazendo bastante uso de advérbios, adjetivos e pronomes.

Além disso, o falante a partir desse nível de inglês tem mais facilidade com o uso de gerúndio e expressões idiomáticas.
C2
Domínio pleno
O Nível C2 faz com que o estudante se comunique como os falantes nativos daquele idioma. Esse é o mais avançado dos níveis de inglês segundo o CEFR.

Assim, o falante de Nível C2 compreende sem esforço tudo o que lê, fala ou ouve. Além disso, tem pouca ou nenhuma dificuldade em reunir argumentos e fatos para construir frases de maneira coerente.

O estudante deste nível tem uma comunicação extremamente natural, além de ser capaz de identificar diferentes sotaques do mesmo idioma ainda mais facilmente.

Como saber o meu nível de inglês?

Como você pode ver, são muitos os níveis de inglês… A1, A2, B1, B2., C1, C2… Mas, afinal, como saber qual é o seu nível de inglês? Isso é muito importante para saber qual tipo de programa intercâmbio em inglês você deve escolher e, até mesmo, é importante para que você esteja na turma correta durante seu intercâmbio.

Para saber em quais dos níveis de inglês você se encaixa existem os testes de nivelamento e os testes de proficiência em inglês.

Os testes de nivelamento servem para balizar o seu idioma e saber em qual turma você deverá estudar durante seu intercâmbio. Ele não é um teste oficial, uma vez que serve apenas para que a escola saiba com precisão qual turma você deverá iniciar seu curso.

Os testes de proficiência são provas oficiais, as quais oferecem certificados de idiomas e garantem que você sabe o idioma em diversas habilidades. De forma geral, essas provas de obtenção de certificados de proficiência em idioma avaliam a sua leitura, redação, conversação e compreensão auditiva.

Veja mais: Exames de Proficiência para Língua Inglesa

Os testes de proficiência são provas oficiais realizadas em um ou dois dias e com tempo específico. O intuito desses testes de proficiência não é aprovar ou reprovar o estudante, mas sim classificá-lo de acordo com os níveis de inglês: A1, A2, B1, B2, C1 ou C2. O resultado será um certificado válido e reconhecido mundialmente naquele idioma.

Para a língua inglesa existem vários testes de proficiência. Dentre os mais comuns está o IELTS, o TOEFL e o Cambridge English. Todos eles avaliam habilidades parecidas, mas tem focos e formatos diferentes. Há ainda os testes regionais, como TIE Exam, na Irlanda, e o PTE Academic, o qual é bastante comum na Austrália.

A Universidade de Cambridge, do Reino Unido, tem um teste de inglês básico, online e gratuito para aqueles que desejam ter uma noção sobre qual dos níveis de inglês você se encaixa. Clique aqui para fazê-lo!

Como avançar nos níveis de inglês rapidamente

Não há segredo para que você aprenda inglês ou outros idiomas de maneira rápida. Cada estudante tem um processo de aprendizado diferente e uns podem levar mais tempo do que outros.

Entretanto, a melhor e mais rápida maneira de aprender e avançar nos níveis de inglês e fazendo um intercâmbio. Ao escolher cursar um novo idioma fora do Brasil você poderá ter a certeza de um aprendizado de qualidade, mais barato e muito mais rápido do que se estivesse cursando aulas de inglês no Brasil.

Avançar do nível mais básico até um nível mais avançado durante um intercâmbio não só é possível como é realidade! Os estudantes que se encontram em uma situação como essa conseguem desenvolver muito bem o novo idioma em um período de 8 a 12 meses de intercâmbio.

Se estivessem fazendo um curso de idiomas no Brasil, o estudante de inglês levaria pelo menos alguns anos para atingir um nível de inglês proficiente e, claro, teriam que desembolsar uma maior quantia de dinheiro ao longo do tempo para adquirir proficiência do idioma.

Para você fazer um intercâmbio de qualidade você precisa contar com uma agência de intercâmbio como a Optima Intercâmbio! Nós temos uma equipe de experts em intercâmbio que vão te ajudar a construir essa nova etapa da sua vida e chegar ao mais alto dos níveis de inglês antes, durante e depois de seu intercâmbio no exterior! Tudo isso com escolas selecionadas a dedo para que você tenha um ensino de qualidade e garantido no exterior!

Clique aqui e peça já para um de nossos consultores entrar em contato com você! Vai ser incrível te ajudar a realizar esse sonho de fazer um intercâmbio no exterior!

Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin
Gostou deste artigo?
Notificação

Assine nossas notificações para se manter atualizado sobre nossas promoções!

2020 © Optima Ltda. CNPJ 12.350.272/0001-09. Empresa brasileira

Políticas de uso

e

Termos de Privacidade
Voltar ao topo