Nosso viajante Julia Raquel nos enviou esse depoimento emocionante através do nosso Guia de Depoimentos e veio nos contar como foi sua incrível experiência em Londres. Vamos conferir?

Meu intercâmbio em Londres

Meu nome é Julia, sou de uma pequena cidade no Sul de Minas Gerais, perto de Machado, cidade onde fica a Optima, apesar disso, resolvi tudo sobre o meu intercâmbio online.
Fui para Londres em dezembro de 2018, durante três semanas. Desde criança sempre tive um conexão muito forte com a cidade, que até hoje não sei de onde veio, há muitos anos tenho falado sobre um intercâmbio para lá, mas a falta de recursos e também a minha idade, me impossibilitava de realizar meu sonho.

Um sentido para viver!

Cheguei em um ponto da minha vida onde procurei um sentido para viver, comecei a me questionar. “Por que trabalhar tanto?” “A custo do que as pessoas vivem dessa forma, designando quase metade dos seus dias a somente trabalho?”. Apesar da minha idade, comecei a trabalhar muito nova, chegando a trabalhar até 15 horas por dia, era uma rotina muito cansativa, mas eu não tinha um motivo para fazer aquilo, já que vivo com meus pais. Amadureci muito rápido e decidi economizar para realizar meus sonhos, nunca é cedo demais ou tarde demais, com 16 anos eu consegui recursos próprios para conhecer Londres.

 

mulher no palácio de buckingham
Olha a Júlia no Palácio de Buckingham

 

Em busca do intercâmbio perfeito

Tive muitas dúvidas no começo, procurei várias agências, muitas agências me procuraram, não sabia se tinha condições de fazer tudo sozinha. Quando a Talita me ligou, me conquistou primeiramente pela simpatia e todo detalhe de informações, acho que o que toda pessoa espera acima de tudo é ser tratada bem, a partir dali, todas as informações foram passadas por whatsapp, eu cada vez mais me entusiasmava, lembro que em uma noite Talita se disponibilizou a ligar e conversar com a minha mãe e dali começou a concretização do meu sonho, naquela mesma semana o contrato foi assinado e eu não poderia ter feito escolha melhor.

Finalmente em Londres

Meu primeiro dia foi doido hahaha, fiquei perdida durante umas 5 horas, andando pelo centro de Londres, sem ter noção de onde eu estava apesar de ter recebido as coordenadas, ainda não tinha internet para consultar um GPS, já que o Wi-fi da rua funciona em alguns pontos, Karina e Andresa entraram em contato comigo e me ajudaram a chegar no local, isso foi muito importante para mim, visto que eu já estava em Londres e elas ainda se importavam com tudo.

mulher na tower ice rink
Ela também foi visitar a Tower of London Ice Rink

 

Depois da chegada

Foi além das minhas expectativas, eu talvez não consiga me expressar em palavras tudo que Londres conseguiu me fazer sentir durante o período que fiquei lá, a cidade é deslumbrante, é limpa, bem cuidada, tem pontos turísticos fantásticos, as pessoas são educadas, o metrô é muito fácil de andar, em menos de uma semana já conseguia me locomover para qualquer lugar naquela cidade enorme, e além de tudo é uma cidade segura, eu não me senti intimidada ou com medo em momento algum, mesmo sozinha.

Vivendo o sonho

No meu primeiro dia na escola, sinceramente, achei que não fosse dar conta do inglês, apesar de ter estudado um tempo aqui no Brasil, tive um dificuldade em me comunicar, fui para uma sala muito boa, a professora foi sempre muito paciente e ter colegas de classe que passavam pela mesma situação era muito reconfortante. Fiz amizades com pessoas de vários países, Turquia, Cazaquistão, Tailândia, Taiwan, França, Itália e do Brasil também, aliás, eu e os meus amigos brasileiros apresentamos várias coisas da nossa cultura a eles, ensinamos-os a dançar e compartilhamos muitas coisas, com certeza os deixamos com vontade de visitar nosso país. Fomos ao um pub, jogamos, bebemos, rimos, ensinávamos o próprio idioma uns aos outros, gravávamos vídeos e tirávamos fotos para eternizar aquele momento que com certeza foi muito especial. A escola tinha várias atividades em grupos, onde facilitava a nossa comunicação, era praticamente impossível não sermos uns amigos dos outros, tenho muito carinho por eles e nos seguimos no Instagram, sempre que possível temos comunicação.

mulher na tower bridge
E olha ela na Tower Bridge

 

Impossível não se emocionar

No meu último dia de aula, saímos da nossa programação normal de estudos e fomos a um passeio na London Eye, tomamos um café com panquecas, compartilhamos conversas e fomos andar ao redor, ali tinham muitos músicos, tocando e cantando, não consegui conter minhas lágrimas naquele momento, não queria ir embora, não imaginei que fosse criar raízes naquele lugar como criei, não imaginei que fosse fazer amizades tão especiais, não queria ir embora do meu sonho, quando me vi chorando e meus amigos me abraçando, a minha professora me abraçando... Foi muito marcante! Percebi naquele momento que havíamos marcado um a vida do outro, que foi uma experiência e tanto para cada um, nunca vou esquecer isso.

grupo de pessoas em south bank londres
E ela com sua família de intercâmbio na South Bank

 

Para aqueles que querem fazer intercâmbio

Procure especialistas na área, procure uma agência qualificada, não tente fazer as coisas sozinho para não se frustar, o intercâmbio é um experiência e tanto, mas que infelizmente também pode dar errado se for feito de maneira errada. Foi muito bom ter pessoas confiáveis que pudessem fazer tudo para mim, sem eu me preocupar com nada.

Gratidão!

Obrigada Optima por fazer parte da realização dos meus sonhos, o papel de vocês foi essencial para que tudo saísse perfeito como foi. Não pensaria duas vezes em contratar vocês de novo para meu próximo intercâmbio que logo vamos começar a planejar. Thanks for everything!

Júlia Raquel
Viajante Optima

Muito obrigado, Júlia! Ficamos satisfeitos em poder sermos um atalho para realizar seu sonho de intercâmbio! Que bom que ajudamos você a encontrar seu sentido para viver!  E você, Viajante Optima, quer compartilhar sua história com o mundo? Deixa que a gente lhe ajuda! É muito simples e prático! Basta acessar nosso Guia de Depoimentos e nos enviar sua melhor história!

Previous reading
Viver na Irlanda tem sido uma experiência incrível | Por Amanda Bispo
Next reading
Capital do Canadá: conheça Ottawa