Você tem um passaporte europeu? Veja como ele pode ser útil na hora de programar um intercâmbio para a Irlanda!

7 min de leitura
Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin

O Brasil é um país extremamente multicultural, sendo formado por inúmeras pessoas de origem ou descendência europeia. Por isso, pode ser que você seja uma das milhares de pessoas que têm direito ao passaporte europeu. Se você é uma pessoa sortuda e já tem sua cidadania europeia, saiba que isso pode facilitar bastante sua vida durante um intercâmbio em qualquer país da União Europeia.

Por isso, no post de hoje nós vamos falar sobre os principais benefícios que um passaporte europeu pode te oferecer na hora de fazer um intercâmbio. Como exemplo, vamos mostrar as vantagens de ter um passaporte europeu durante um intercâmbio na Irlanda!

O passaporte europeu

Adquirir a cidadania europeia é uma das principais maneiras de brasileiros viverem permanentemente na Europa. Mas, se a sua intenção não é essa, saiba que fazer um intercâmbio utilizando um passaporte europeu pode ajudar você em vários momentos da sua viagem!

Um ótimo exemplo é poder viajar por todos os países da Europa sem a necessidade de um outro visto, uma vez que cidadãos europeus podem cruzar as fronteiras da Europa livremente.

Mas, na prática, o passaporte europeu vai abrir inúmeras portas para o seu intercâmbio na Irlanda. Ele vai eliminar várias etapas que cidadãos brasileiros costumam enfrentar, especialmente as várias burocracias.

Com isso, independente se o seu passaporte europeu é italiano ou português, por exemplo, você poderá viver na Europa como um cidadão nascido lá e poderá usufruir dos inúmeros benefícios que o Tratado de Schengen oferece. Esse tratado é o documento que regulamentou a União Europeia, como conhecemos hoje.

Vantagens de um intercâmbio na Irlanda com passaporte europeu

Basicamente, são quatro coisas que farão sua vida mais fácil na Irlanda com um passaporte europeu.

Não precisa de visto

A primeira, é claro, é que você não vai precisar de um visto de estudante para fazer um curso de idiomas na Irlanda. Portanto, independentemente da duração do seu intercâmbio, você poderá permanecer no país pelo tempo que desejar.

Isso porque, como cidadão europeu, você tem direito a morar, trabalhar e viver em qualquer país que faça parte do bloco da União Europeia. Dessa forma, você só precisa apresentar seu passaporte europeu na imigração da Irlanda logo quando desembarcar no país.

Além disso, enquanto você estiver se organizando para seu intercâmbio na Irlanda, não será preciso se preocupar com o IRP, o Irish Residence Permit. É por meio desse documento que você poderá comprovar que pode morar no país por um determinado tempo. Então, como todo cidadão europeu pode se locomover e morar livremente em qualquer país do bloco europeu, você não precisa se preocupar com isso! Você pode até economizar alguns euros nessa etapa!

Comprovação de renda

Todo estudante brasileiro que vai fazer um intercâmbio na Irlanda precisa comprovar pelo menos 3 mil euros em uma conta bancária para se manter no país. Esse valor é solicitado para fazer o IRP e o visto de estudante no país.

Como você é um cidadão europeu, não precisa fazer seu IRP da Irlanda. Por isso, fica dispensado de apresentar extratos bancários ou outras formas de comprovação de renda para sua permanência na Ilha Esmeralda. Dessa forma, você vai economizar ainda mais no seu intercâmbio!

Não precisa de seguro saúde nem passagem de ida e volta

O seguro saúde é outra obrigação para brasileiros que desejam estudar na Irlanda. Ele é uma garantia de que o estudante tenha acesso ao sistema de saúde do país e não enfrente dificuldades na hora de ser atendido por um médico. Entretanto, essa etapa é dispensada para quem é um cidadão europeu.

Quando você passa pela imigração irlandesa, é preciso apresentar sua passagem de volta para o Brasil. Isso é uma maneira de diferenciá-lo de pessoas que pretendem morar ilegalmente na Europa sem ter permissão ou emprego garantido (esses imigrantes ilegais costumam comprar apenas passagens de ida). Portanto, como você tem uma cidadania europeia e pode transitar livremente por qualquer país, a compra de uma passagem de volta não se faz necessária.

Trabalho

Essa é, talvez, uma das melhores coisas de ser um cidadão europeu em um intercâmbio na Irlanda. Com isso, você não precisará de um visto específico para trabalhar. Também não será necessário cumprir apenas as 20h semanais permitidas aos estudantes com um visto do tipo Stamp 2 - o mais comum entre os estudantes brasileiros.

As únicas coisas que você precisará fazer, independente da origem de seu passaporte, é se aplicar para o PPS - Personal Public Service e abrir uma conta bancária local. O PPS é um documento que identifica todos os trabalhadores na Irlanda. Ele é como uma espécie de CPF. Você não consegue trabalhar na Irlanda sem um número de PPS.

O que não muda no seu intercâmbio mesmo com um passaporte europeu

Como você pode perceber, o passaporte europeu é uma grande facilidade se você quer estudar na Irlanda para fazer um curso de inglês, graduação ou pós-graduação. Entretanto, algumas coisas não vão mudar automaticamente com o passaporte europeu em mãos.

Esse documento, apesar de abrir inúmeros caminhos nas burocracias da viagem, não vai conseguir ajudar nos desafios enfrentados por quem vai morar em outro país. O perrengue será o mesmo.

Ir para outro país é sempre uma aventura, especialmente porque você não conhece quase nada da cultura local. Então, as dificuldades de adaptação - que são muito comuns - continuarão acontecendo para todo mundo.

Os desafios mais comuns para estudantes e profissionais que fazem intercâmbio permanecerão. Na hora de escolher a acomodação você enfrentará as mesmas burocracias que qualquer outro cidadão estrangeiro, como as referências e entrevistas.

Além disso, as barreiras com idioma serão muito comuns até que você tenha um bom domínio da língua.

Escolher a escola mais adequada e o curso de inglês que mais se adapta ao seu perfil são outros exemplos desses desafios enfrentados por quem está programando seu intercâmbio. Por isso, independente de ter ou não um passaporte europeu, sempre conte com a ajuda de uma agência de intercâmbio especializada!

A Optima Intercâmbio, além de oferecer os mais variados pacotes de idiomas para a Irlanda e outros países da União Europeia, tem uma consultoria especializada e que está pronta para te ajudar em todos os detalhes da sua viagem - com um passaporte europeu ou não!

Por isso, se você está pensando em fazer um intercâmbio, entre no nosso site e peça para um de nossos consultores entrar em contato com você!

Passaporte Trabalho No Exterior Moradia
Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin
Gostou deste artigo?
Notificação

Assine nossas notificações para se manter atualizado sobre nossas promoções!

2020 © Optima Ltda. CNPJ 12.350.272/0001-09. Empresa brasileira

Políticas de uso

e

Termos de Privacidade
Voltar ao topo