Quais países não precisam de visto para brasileiros

10 min de leitura
Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin

Quer praticidade na hora de fazer o seu intercâmbio? Para se livrar da burocracia na hora de viajar, é válido considerar fazer seu intercâmbio em países que não precisam de visto. Para facilitar sua escolha nesse sentido, nós fizemos uma lista daqueles países que brasileiros não precisam de visto para estudar.

Por que fazer intercâmbio em países que não precisam de visto?

O intercâmbio é uma experiência inesquecível e que pode contribuir muito não apenas para sua vida profissional como também para sua vida pessoal. Este é um momento em que você poderá fazer amigos, enriquecer seus conhecimentos, conhecer pessoas das mais diferentes culturas e vivenciar situações transformadoras.

Veja mais: A importância da imersão cultural no intercâmbio

Independente de qual seja o seu destino de intercâmbio, todos os países podem proporcionar esse tipo de vivência. Entretanto, escolher fazer seu intercâmbio em países que não exigem visto pode ser algo muito vantajoso para quem deseja fazer uma viagem com menos preocupações em relação a toda a burocracia exigida por cada país.

Além disso, ao decidir estudar em um desses países que brasileiros não precisam de visto, pode ser uma boa oportunidade para quem está com um orçamento mais enxuto, uma vez que o processo de visto pode exigir um certo investimento. Assim, ao escolher fazer seu intercâmbio nesses países que não precisam de visto, você poderá eliminar um dos custos da sua lista!

Outro motivo para fazer um intercâmbio em países que brasileiros não precisam de visto é o fato de que você pode aproveitar suas férias ou um período de folga para investir no aprendizado de um novo idioma. Assim, você não precisa se programar com tanta antecedência assim para viajar!

Conheça a lista de países que não precisam de visto para fazer intercâmbio

África do Sul

Se você quer estudar na terra de Nelson Mandela e aperfeiçoar seu idioma em meio a todas as belezas de Cape Town, saiba que a África do Sul é um dos países que não exigem visto para quem vai fazer um intercâmbio de curta duração. Dessa forma, estudantes que desejam estudar no país por até 90 dias não precisam obter um visto prévio. Ao desembarcar no país será exigido apenas o Certificado Internacional de Vacinação, passaporte e passagem de volta.

Argentina

A Argentina é um dos destinos mais procurados por quem deseja estudar na América do Sul. Um acordo entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e o governo argentino faz com que o estudante não precise de visto para estudar por até 90 dias na terra de nossos hermanos.

Por tanto o Brasil como a Argentina fazerem parte do MERCOSUL, você não precisa nem mesmo de passaporte para fazer um intercâmbio na Argentina! Assim, você conseguirá entrar em solo argentino apenas com o seu RG, desde que esteja dentro do prazo de validade.

Escócia

Quer aprender inglês em um dos países mais singulares do mundo? A Escócia, que é a terra da gaita de foles, é um dos países que você não precisa solicitar visto para fazer intercâmbio, desde que ele seja de um período de até seis meses. Assim, você não só poderá estudar inglês, viajar pelas “Highlands” e conhecer os incríveis castelos escoceses como, também, será possível fazer um intercâmbio sem burocracias!

Veja mais: Como fazer intercâmbio em 7 passos

Para intercâmbios de duração superior, será necessário solicitar o visto de estudante do Reino Unido, do qual a Escócia faz parte.

Espanha

A Espanha também é outro dos países em que brasileiros não precisam de visto para fazer intercâmbio. Como o governo brasileiro tem um Acordo com a União Europeia para isenção de vistos, os brasileiros que desejam viajar ou fazer intercâmbio por até 90 dias não precisam de nenhum tipo de visto para países que são signatários do Tratado de Schengen.

Com isso, os estudantes que desejam fazer um intercâmbio que tenha duração superior a 90 dias devem solicitar um visto estudantil em alguma representação consular da Espanha no Brasil. Esse visto espanhol oferece a possibilidade de trabalho ao estudante internacional.

França

Quer aprender francês na terra da culinária mais famosa do mundo? Não se preocupe, pois é muito fácil fazer um intercâmbio de até 90 dias na França! O país segue a mesma regra do acordo brasileiro com a União Europeia e também faz parte do Tratado de Schengen.

Acima de 90 dias o viajante deve solicitar um visto de estudante em uma representação consular francesa no Brasil. Mas não se preocupe com isso, pois, se for o seu caso, a Optima vai te auxiliar com todo esse processo!

Inglaterra

A Terra da Rainha também é um dos países que não precisam de visto para estudar. No caso dos brasileiros, essa regra vale para aqueles intercambistas que vão fazer cursos com duração inferior a seis meses.

Caso seus estudos ultrapassem o período de seis meses, você deve solicitar um visto de estudante do Reino Unido, do qual a Inglaterra faz parte, ainda no Brasil.

Irlanda

A queridinha dos intercambistas não solicita nenhum tipo de visto prévio. Seja para estudar por até 90 dias ou mais, na Irlanda você não precisa procurar uma representação consular irlandesa no Brasil.

No entanto, se o seu curso é de até 90 dias, não há exigência de nenhum tipo de visto pela legislação em vigor atualmente.

Já para um período de estudos superior a esse, é necessário fazer seu registro no escritório de imigração nos seus primeiros dias na Ilha Esmeralda. Lá, você vai receber um IRP - Irish Residence Permit - que nada mais é do que uma autorização para estudar e trabalhar na Irlanda durante o período do seu curso.

Você tem um passaporte europeu? Veja como ele pode ser útil na hora de programar um intercâmbio para a Irlanda!

Itália

A Itália é outro país europeu que segue a regra do Tratado de Schengen. Assim, você pode estudar italiano e comer as deliciosas pizzas (mamma mia!) por um período de até 90 dias sem precisar de visto de estudante. A única exigência é o passaporte com validade superior a 3 meses a partir de quando sair do Espaço Schengen.

Caso seu curso seja de duração superior, é necessário fazer a solicitação de seu visto de estudante em uma embaixada ou consulado da Itália ainda no Brasil.

Malta

As belezas das Ilhas de Malta podem ser vistas e vivenciadas durante seu intercâmbio sem a necessidade de visto para cursos realizados com duração de 90 dias. A partir de 12 semanas, os estudantes devem se aplicar para um visto de estudante com pelo menos 4 semanas de antecedência do vencimento dos 90 dias.

Portugal

Portugal faz parte da União Europeia e do Tratado de Schengen. Por isso, ele é um dos países em que brasileiros não precisam de vistos para fazer intercâmbios de até 90 dias.

Quem deseja estudar por um período superior a esse período deve solicitar um “Visto de Estada Temporária - Estudo e Investigação (E8)” ou, então, um “Visto de Residência - Estudo e Investigação (D4)”. Esses vistos devem ser solicitados nos Centros de Solicitação de Vistos, empresas parceiras do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal.

Veja também: Vale a pena estudar em Portugal?

Suíça

A Suíça, apesar de não fazer parte da União Europeia, é um país que faz parte do Tratado de Schengen. Por isso, a Suíça é um dos países que não precisam do visto de brasileiros que desejam fazer intercâmbio com duração de até 90 dias. Acima disso, é necessário se aplicar para um visto estudantil em uma representação consular ainda no Brasil.

Os destinos que exigem vistos

Alguns países ainda exigem vistos de brasileiros, independentemente se o seu curso tem 90 dias, 30 dias ou menos. Dentre esses destinos, podemos citar os países da América do Norte, como Estados Unidos e Canadá. Além disso, há outros grandes destinos procurados por intercambistas na Oceania. Tanto a Austrália como Nova Zelândia exigem vistos para estudantes brasileiros, independentemente do tempo de curso.

Nesses casos, o que muda é o tipo de visto que você precisa se aplicar. No geral, por até 90 dias, você pode fazer cursos de idiomas apenas com um visto simples de turismo. Se o seu curso ultrapassar esse período, você deve solicitar um visto de estudante ainda no Brasil.

Cada um desses países tem suas particularidades quanto aos vistos de turismo e de estudante. Por isso, o recomendável é que você se informe com o seu consultor se desejar fazer intercâmbio em um desses países.

Quadro resumo: países que não precisam de visto para fazer intercâmbio

PAÍSATÉ 90 DIASA PARTIR DE 90 DIAS
África do SulNão exigeExige
ArgentinaNão exigeExige
AustráliaExigeExige
CanadáExigeExige
EscóciaNão exigeExige a partir de 180 dias
EspanhaNão exigeExige
Estados UnidosExigeExige
FrançaNão exigeExige
InglaterraNão exigeExige a partir de 180 dias
IrlandaNão exigeExige registro na imigração no país
ItáliaNão exigeExige
MaltaNão exigeExige a partir da 8ª semana
Nova ZelândiaExigeExige
PortugalNão exigeExige. O visto muda de acordo com o número de semanas estudadas.
SuíçaNão exigeExige

Quer fazer intercâmbio sem nenhuma preocupação?

Se você quer fazer aquele intercâmbio em que você não precisa se preocupar com nada, apenas com o momento do seu embarque para a viagem, é necessário contar com uma agência completa e certificada, como a Optima Intercâmbio!

Nós temos consultores especializados em te ajudar a construir o melhor intercâmbio de acordo com o seu perfil, além de contar com escolas que são selecionadas criteriosamente para que você tenha garantia de aprendizado!

E claro, ao fazer seu intercâmbio com a ajuda da Optima você não precisa se preocupar com o visto mesmo que o seu destino exija isso! Nós te ajudamos de perto com todo o processo de aplicação ao visto, tudo isso para não correr o risco de você errar e se preocupar com a burocracia! Conheça mais nossos destinos e peça para um consultor entrar em contato com você!

Visto Passaporte
Compartilhe: Facebook Whatsapp Twiter Linkedin
Gostou deste artigo?
Notificação

Assine nossas notificações para se manter atualizado sobre nossas promoções!

2020 © Optima Ltda. CNPJ 12.350.272/0001-09. Empresa brasileira

Políticas de uso

e

Termos de Privacidade
Voltar ao topo